Sabe aquele produtinho maravilhoso que só vende no exterior? Eis que de repente a marca decide vender ou fabricar aqui no Brasil. E você se pergunta: vale a pena?Eu testei a versão nacional do Fit Me da Maybelline e te conto tudo!

IMG_4616

Eu conheci a versão gringa da base Fit Me por meio de uma amiga, que usa a muito tempo e me deu uma. Depois em viagem comprei o corretivo e achei muito bom. E é baseado na minha experiência que eu faço o review do Fit Me brasileiro.

Além de testar a Base, me empolguei e testei o corretivo.

cp1

Começando pela base analisei textura, durabilidade e cobertura. A primeira impressão é que a versão nacional dura e muito, para ser exata 5 horas após a aplicação a pele continuava perfeita. A base fabricada aqui é mais densa e cobre mais, o tom se adapta a pele após a aplicação e com pouco do produto eu cobri todo o rosto.  A versão gringa é mais liquida, e eu tenho impressão que não dura tanto. Para tirar uma prova eu testei com o primer por baixo e tive a mesma sensação, a nacional dura mais. Ponto para a Fit Bra.

cp11

Já o corretivo, eu sempre comparei a  versão gringa com o da Nars, sempre achei a textura parecida e a cobertura também. Mas devo confessar que a versão Brasil deu uma lavada na gringa. Além de cobrir mais, ela também é mais densa. Outro teste que eu fiz foi aplicar ambos corretivos com o protetor com cor e não deu outra: ponto para o Fit Bra.

Cp02

Na pele:

Cp22

Agora a parte visual: a embalagem é minha frustração, enquanto a versão gringa é feita em vidro e plástico, com um design mais parecido com a Nars, a nossa versão é na bisnaguinha, feinha digo de passagem. Ponto pra gringa.

Fiz um poatrômetro

4

4 poás de 5.

renataesteves (2)

Author

Write A Comment