Tag

Texto

Browsing

Nessa etapa, você já escolheu o tema do seu blog, o nome , já o colocou no ar  e tem ideias para seguir em frente. Você já sabe também como escolher suas imagens. E por isso chegou o momento de pensar no texto. Se a imagem é a ilustração do que você fala, o texto é a alma do post, sem ele não é possível sustentar suas ideias.

Who, What, Why, When, Where e How.

Para  construir qualquer texto é necessário responder a essas questões:

Who – Quem? Quem fez a ação ou quem foi parte dela.

What – O Que? O que aconteceu?

Why – Porque?

When – Quando?

Where -Onde? Local do acontecimento

How – Como? Como o fato ocorreu?

Exemplo fictício:

 Netflix divulga data de estreia da 8ª temporada

A Netflix divulgou um vídeo na internet informando a data de estreia da oitava temporada da sua comédia XYZ. O seriado reestreia na grade do streaming na quarta feira 24 de janeiro.

Respondendo as perguntas:

Who – Quem? A Netflix

What – O Que? divulga data de estreia da 8ª temporada

Why – Porque? estreia da oitava temporada da sua comédia YY / o seriado reestreia na grade

When – Quando? quarta feira 24 de janeiro

Where -Onde? na internet

How – Como? um vídeo na internet

Essas perguntas servem para mapear texto e te ajudar a montar um esquema de escrita pensando em uma introdução, um desenvolvimento e uma conclusão. Não importa o tamanho do texto, para escreve-lo é necessário essa reflexão. Com o tempo seus textos passam a ficar automáticos e escrever se transforma em algo mecanizado, porém extremamente prazeroso.

 

Como encontrar assunto?

Você deve estar pensando Renata, eu sei meu tema de blog mas como eu faço para encontrar assuntos para abordar dentro dele? Minha dica aqui é: pesquisa. Pesquise em sites, blogs, revistas, livros sobre o que falar. Depois, comece uma pesquisa mais intensa pela informação.

Exemplo fictício:

Bolsas feitas a mão.

A primeira coisa a fazer é buscar o que você já tem, algum livro de moda, alguma revista e procurar no google termos que possam encontrar o tema: ” bolsas de couro, bolsas manuais, produções de bolsas”, se você falar outra língua pode pesquisar com termos semelhantes. É importante também olhar em sites de museus. Após coletar as informações, chegou a hora de montar seu texto. Responda perguntas e depois molde seu texto com sua voz, ou seja o seu jeito de falar e escrever para que seu texto tenha seu jeito.

Eu tenho o assunto e quero escrever a partir da minha opinião

Renata, eu quero falar sobre um produto / serviço / uma experiência que eu tive. Para esse tipo de texto tente pensar na dúvida que sua leitora pode ter. Se é sobre um batom, por exemplo, ela pode ter dúvida sobre o preço, o cheiro, consistência, embalagem, duração. Além disso, pense em comparações entre o que a fabricante promete e entrega, onde encontrar. O ponto chave aqui é serviço: você está entregando um serviço ao seu leitor. Outra sacada é pensar no por que você comprou o produto, por que você amou ou odiou, se compraria de novo. Tente dar a sua experiência.

 

A melhor dica que eu posso te dar é: A prática leva a perfeição. Por isso, escreva muito.

 

 

 

 

flowers-desk-office-vintage

Desde que me conheço por gente a moda estava presente na minha vida, seja pelo fato de ter uma bisavó modista ou por pequenas travessuras, como bordar as roupinhas das barbies e customiza-las, o fato é ela estava aí. Escolher uma carreira na área de moda parece simples, estudar durante 4 anos e pronto! Tudo resolvido, já seria uma estilista. Mas, não foi assim.

Com uma bagem de dois anos de jornalismo conheci o outro lado, o de criador de texto, enquanto percebia o desempenho em criação dos meus colegas, eu me interessava mesmo era nas pesquisas e na historia da moda. No momento em que todos corriam para encontrar novos tecidos, materiais e bolavam roupas incríveis, eu estava ali pesquisando as historias por trás dos meus temas de criação.

E no ultimo ano de faculdade essa aptidão pela pesquisa se aflorou, escolhi um tema difícil ” Madame Bovary”, escolhi um autor apaixonado por sua Emma¹, escolhi um desafio. Li e reli a obra, pesquisei a cidade e o entorno da trama, busquei versões cinematográficas e por fim os fatos históricos da época. Não contente queria mais e saber mais. E foi assim, que entreguei um belo texto, com um trabalho bacana, mas sabia bem lá no fundo que eu era uma escritora.

Depois de algumas experiencias decidi abrir o Poá Amarelo

O desejo de compartilhar aquilo que sei e buscar o que não sei foi o impulso para começar o blog. A cada dia que posto aqui me sinto realizada. Sentar e escrever o Poá é o meu maior prazer, dividir com você meu conhecimento, buscar o que é novo no mercado, pesquisar marcas, história da moda, entre outros temas é a realização de um sonho.  Sim, eu poderia ter aprofundado em outro tema, mas a moda me escolheu. E pensando bem a escolha foi mutua.

Esse é o meu muito obrigada a você leitor que me acompanha aqui e que venham os próximos 100,1000,10000 de posts!

1 Emma Bovary – personagem principal de Madame Bovary

renataesteves (2)