“Um bom figurino faz parte da história de uma forma com que a audiência assimile como verdade e não o questione durante a exibição”. Palavras de  Lindy Hemming vencedora do Oscar por Topsy-Turvy nos anos 2000 e figurinista do filme “Mulher Maravilha”.  No filme que está em cartaz nos cinemas, Hemming buscou inspiração nos quadrinhos, mas transformou as roupas como símbolo de uma mulher forte, sexy e com habilidades marciais. Um ponto importante foi entender que a heroína não deveria usar um vestido armadura, como se fosse uma adaptação de uma veste masculina “Deveria ser diferente. Deveria ser autêntico e real – apelativo para as mulheres.” O sapato da personagem principal é uma tradução de um desejo de Hemming, que queria trazer a ideia de pernas longas a atriz e empodera-la com saltos.

Trailer oficial:

E você já assistiu o filme?

Autor

Escreva um comentário