Jacqueline Durran é a profissional por de trás do figurino esplendoroso de A Bela e a Fera (2017). A figurinista já foi 3 vezes indicada ao Oscar e venceu por Anna Karenina em 2013, foi responsável entre outros trabalhos por Orgulho e Preconceito (2005) , Desejo e Reparação (2007) e Nanny Mcphee e as Lições Mágicas (2010).

Para A Bela e a Fera, Jacqueline buscou as referências do filme clássico de 1991 pois, esse figurino existia na imaginação da pessoas e a ideia foi de honrar a expectativa delas em um filme com atores reais. Para isso, além da animação a figurinista foi em busca da história da moda francesa do século 18 enriquecendo as ideias do filme anterior.Os bolsos do vestido azul, por exemplo, foram reinterpretados de acordo com a heroína. Historicamente os bolsos já existiam mas, foram colocados de forma a se transformarem em um cinto de utilidades em que Bela pudesse colocar coisas do dia a dia.  O vestido amarelo, famoso e icônico da personagem, sofreu algumas alterações:  fabricado com tecidos com tule, organza e tafetá para que tivesse o movimento necessário e sem corset , a pedido da atriz Emma Watson, o vestido foi finalizado com uma estampa dourada e alguns cristais de Swarovski.

Para compor a Fera as preocupações foram quanto ao traje formal, uma vez que sua roupa foi produzida pelo castelo o casaco não poderia ter bordados mas, com uma pequena ajuda da personagem Plumette ele poderia ter sido estampado.  A capa usada pelo ator Dan Stevens foi confeccionada com diversos pedaços de tecidos com diversas texturas para que o espectador não soubesse se era parte de uma roupa ou parte dele como animal.

Já assistiram o filme? Gostaram? ME conta!

Author

Write A Comment