Categoria

Lifestyle

Categoria

Olá! Todos que me acompanham pelo instagram já sabem meu amor pelos planners, na falta de 1 eu tenho dois como vou explicar nesse post. Eu entrei nesse mundo em 2015 e já se passaram 4 anos de amor absoluto e muita organização. A função principal dessa agenda/organizador/ diário é te ajudar a marcar compromissos, organizar o dia a dia, anotar informações, pensamentos, planejar o futuro, alcançar seus objetivos e muito mais. Eu discordo quando dizem que o planner é uma “agenda evoluída” pois, para mim ele é muito mais que isso!

Voltando no tempo

George Washington usou um caderno durante suas viagens presidenciais para anotações básicas como tempo, locais visitou e que jantou, pessoas que encontrou, solicitações e por aí vai. Não era um planner em si, mas seu almanaque está na biblioteca do congresso americano como um diário de suas atividades.

Planner
Almanaque George Washington

Em 1773 Robert Aitken lança uma estrutura de organização de planner pré-pronto para que seus clientes pudessem usar como uma agenda.

Robert Aitken, Planner
Robert Aitken Planner

No século 19 nos Estados Unidos os planners, cadernos e diários destacam -se e começam a ser usados como formas de planejamento, diário e organização.

Nos Dias Atuais

Existem diversos layouts e opções de Planners no mercado brasileiro para  todos os bolsos. Algumas marcas já lançaram seus modelos 2019 neste mês:

My planner |Evertop| Meg & Meg | La Papeterie |Vipapier |Enjoy Print

Minha experiência:

Comecei em 2015 com o planner da Paperview, único que eu conhecia nesse ano e de lá para cá aprendi muito sobre esse mundo. O planner em questão é no formato espiral com um layout de visão semanal, visão mensal em uma página, metas mensais, páginas em branco para objetivos e outros tipos de planejamento, além dos acessórios. Nos últimos quatro anos me adaptei muito bem a visão semanal horizontal, enxergar cada dia em um espaço funciona muito bem para mim, além disso consigo bater o olho nos dias seguintes e ver a semana em uma só tacada. Adoro usar canetas porosas e a paperview entrega os planners com uma gramatura de folha excelente e que não mancha as páginas.

Mas, como uma boa planner lover testei outros 2 modelos de planner:

Personal ( Kikki.k)

Ao estilo de uma agenda Filofax, esse tipo de planner é um fichário pequeno em que você vai inserindo as folhas em diferentes abas. A visão mensal e semanal é muito pequena para mim e por isso não deu muito certo . Além disso não me senti organizada com ele, as folhas soltas me deixaram louca! As folhas são fininhas e mancham com o uso das canetas porosas. Por outro lado ele é excelente para carregar na bolsa por ser leve e pequeno.  Esse modelo é da Kikki.k, marca australiana muito fofa,  junto  com o planner comprei um insert coloridinho que usei antes dos originais, e foi a sorte! Como não adaptei a ele, acabei vendendo com os inserts originais e guardei os coloridinhos.

Recollections

Muito parecido com o planner da Paperview, o Recollections é um planner internacional, mas eu comprei por aqui na Golden Secrets. Assim como o meu amado Paperview, ele  é espiralado, possui visão mensal, paginas de objetivos e anotações. O grande ponto positivo dele são as paginas de objetivos mais detalhadas e profundas com  acompanhamento de metas, circulo de gratidão e  possui  abas personalizáveis.  Ele pode ser iniciado a qualquer momento do ano, pois é “não datado”ou seja você insere as datas. A visão vertical dos dias me confunde um pouco mas, estou perseverando e o usando-o bastante. Mais um ponto positivo são as canetas já mencionadas que não ficam manchadas nas folhas.

Vale lembrar que tanto a Kikki K como a Recollections fabricam diversos modelos de planners disponíveis em seus sites.

Extras

Uma das grandes graças de se organizar pelos planners é a decoração, o lettering e todos acessórios que usamos para deixar cada página mais linda. Ao longo da busca pelas decorações vamos descobrindo diversas técnicas, materiais e estilos de adesivos:

Os planners vêm com suas cartelas de adesivos, e a Recollection,  a My Planner e a Paperview são especialistas no assunto, são tantos adesivos que sempre sobra um pouquinho para o próximo ano.   Outro material legal e acessível são as canetas de diferentes formas que servem para anotações e decorações.  Eu gosto muito das stabilos e Staedtler por possuírem pontas finas.

Por Fim

No momento estou usando 2 planners: um paperview para o dia a dia, marcações pessoais e o recollection para o blog. Divido na semana os posts e as anotações importantes para o blog.  No instagram do Poá Amarelo  eu mostro para vocês um pouco mais de cada planner.

 

 

 

Olá! Eu sempre falo aqui sobre minha paixão por livros e leitura. Sou daquelas leitoras ávidas que é capaz de dormir as 4 horas da manhã para poder acabar um livro, perco a noção do tempo e de tudo quando o livro é bom. Por outro lado sou uma amante da tecnologia. Alguns anos a trás, animada comprei um leitor digital, confesso que a empolgação durou durante um mês ou dois, usei direto e depois acabei abandonando-o.  Desde o ano passado, quando adquiri o Kindle algumas coisas mudaram, leio 80% de livros nele. Ainda compro um ou outro livro físico, mas no geral uso ele para tudo.

Minha Experiência

Comprei o Kindle no ano passado em uma loja física, depois de namora-lo por algumas semanas, minha escolha foi pelo modelo Kindle Paperwhite, com iluminação embutida e na cor preta. Uma semana depois, notei um risco branco na tela e entrei em contato com a Amazon. Em menos de 3 dias eles substituíram meu aparelho por um novo sem custo de envio.  Durante o ultimo ano meu kindle está perfeito, sem nenhum problema. Procuro segurar o impulso de comprar livros, pois se não,  eu compro tudo o que eu ver pela frente de interessante.

Livro tradicional

Se por um lado, o cheirinho de página recém impressa me seduz profundamente por outro, o espaço ocupado pelos livros é enorme. Na ultima arrumação doei mais de 80 livros entre literatura clássica e técnicos. Por isso eu criei uma regra para comprar  livros físicos:

  1. Fazem parte de uma coleção que eu já tenho. Hoje só estou com a coleção das 7 irmãs da autora inglesa, Lucinda Riley que ainda não terminou, faltam 3 ou 4 livros.
  2. São livros de moda/arte em que as ilustrações e fotos coloridas fazem diferença.
  3. Não possuem ebook e eu preciso deles para algum trabalho.

Kindle x Livro Tradicional

No momento, já consegui reduzir minha coleção física, sem comprar a versão ebook, e me adaptei ao leitor. As grandes vantagens do Kindle são:

  • Iluminação adaptável ao ambiente.
  • Fontes diferentes e em tamanhos diferentes.
  • Peso, ou melhor leveza. Um livro clássico como Anna Karenina tem 600 páginas, no Kindle poso leva-lo para qualquer lugar. Já pensou levar o livro físico para praia?

Vale a Pena?

Se você é um leitor ávido seu bolso pode agradecer a troca, pois o  ebook tem um valor inferior. As vezes a diferença fica em torno de 10 reais, outras vezes são feitos grandes saldos em que você consegue comprar livros a 4 reais.  No caso específico do Kindle os aparelhos variam entre 300 e 1200 reais e a biblioteca da Amazon é uma das mais completas para ebook, a empresa estima 5 milhões de títulos sendo 115 mil em português.

Vale a pena ver se o leitor ficará parado na gaveta ou será seu parceiro de viagens.