Category

Especial

Category

Em um ano em que Hollywood é devastada por por tantas acusações, falar sobre os tapetes vermelhos e os melhores looks parece fútil. Mas, a verdade é que as próprias estrelas  do tapete vermelho têm pedido para que a imprensa pare de falar apenas das roupas. Elas estão ali em um momento de reencontro entre colegas de trabalho, reconhecimento de papeis importantes, celebração da carreira e dos filmes/ series e músicas.

Vale a Pena Relembrar:

O costume de perguntar “What are you wearing” / “Who are you wearing?”, traduzindo para o português “O que você está usado” ou Quem você está usando” , começou com a atriz Joan Rivers (1933 -2014) durante uma cobertura de um tapete vermelho para o canal E! Entertainment Televisio em 1999. Joan não tinha ideia do falar com as atrizes, como ela própria confessou no E! para a apresentadora Giuliana Rancic anos depois, e fez a pergunta inocentemente. Depois disso a pergunta virou foco principal das coberturas dos tapetes vermelhos.

De lá para Cá

De que começou a solicitação para que as grandes coberturas falassem sobre outros assuntos, a pergunta anda meio esquecida. É claro que ela ainda é feita mas, muito pouco perto do que já foi. Esse pedido pode ter sido um balde de água fria afinal de contas grandes redes de televisão, como E! e TNT,  investiram em câmeras 360 para que o público pudesse ver em todos os detalhes as roupas de gala.

E o Poá com isso?

Desde que o Poá Amarelo existe, eu faço as coberturas dos tapetes, mas ontem ao assistir o SAG Awards, um dos meus prêmios favoritos, refleti sobre todo esse momento. Será que vale a pena bater na mesma tecla durante tantos anos? Afinal de contas esse tipo de post só contribui desfocar do principal da noite: o reconhecimento do trabalho dos atores, atrizes, diretores e profissionais da área. A maioria dessas roupas sai das passarelas, a cobertura das tendências e dos desfiles já mostram esses looks e dão destaques a eles. Além disso, tantos outros sites e blogs passam a fazer essas coberturas, inclusive ao vivo.

Por isso, o Poá não fará esse tipo de post mas, porém todavia contudo falaremos das premiações. Como? Vamos falar sobre os figurinos. Falaremos sobre figurinos indicados ao Oscar por exemplo.

 

 

 

O Golden Globes desse ano foi marcado pelo protesto promovido pelas estrelas de Hollywood.  Com o intuito de apoiar legalmente mulheres e homens que foram sexualmente assediados, agredidos ou abusados em seu local de trabalho, o “Time’s Up”  já arrecadou milhares de dólares e conta com apoio massivo de atrizes, escritoras, diretoras, agentes e outras executivas do entretenimento.  Em demonstração de apoio e desejo de enfrentar o assédio sexual generalizado em Hollywood, as profissionais da tv e do cinema prometem usar roupas pretas nos tapetes vermelhos.

Os homens também se engajaram na causa e muitos usaram um broche em apoio a uma campanha e camisas pretas.

 

 

Continuando nossa semana temática, hoje vamos falar de 3 ícones de moda francesa para você se inspirar:

Françoise Hardy

A cantora nascida em Paris é uma das representantes do Yé-Yé francês, estilo musical dos anos 1960.

Catherine Deneuve

Deneuve é uma das atrizes francesas mais respeitadas e é considerada um ícone de elegância e beleza.

Audrey Tautou

A eterna Amélie Poulain também é símbolo da elegância francesa.

Nos últimos dias fui desafiada pela querida Mônica Gimenez para me vestir como uma parisiense! Prontamente gritei “oui” , O desafio é para todos e ao final do mês de julho uma sortuda, e porque não um sortudo, vai ganhar uma consultoria da Karine Rodrigues da Wind.  para participar  é só publicar sua foto com um look parisiense e colocar o #30bjp .

Para te ajudar e te estimular a participar do desafio  vou ao logo da semana dar algumas dicas e inspirações! Fique ligado!

AH! Para ficar por dentro de tudo é só seguir o : @bonjour_paris_bjp no instagram e se inscrever no Bonjour Paris

Até amanhã

Eu gostaria de dizer que estava no Alasca, em Reykjavík ou ainda em Paris me aventurando como Carmem Sandiego, com um belo salto, capa vermelha e ideia diabólicas. Mas a verdade é a que vida nos apresenta momentos de som e de fúria, em que as coisas não parecem ter sentido, foi assim que fiquei alguns dias em  falsas férias.

O tempo é  sábio e capaz de curar e eu precisava dele para pensar. E pensar sobre o blog e todo o universo dele. Desde o começo, quando o Poá Amarelo não tinha nome e eu estava conversando com minha fada madrinha e designer Lari por horas sem parar da ideia,  ele  deveria ser um espaço de troca entre nós. O Poá evoluiu, cresceu e conquistou muitas coisas. E por isso eu precisava evoluir também. Como? Com conteúdos mais autorais e que englobem meu universo, com mais do que moda e beleza  Afinal de contas eu sou: uma apaixonada pelas palavras e livros, pela música, por viagens e claro a moda. Mas ao invés de falarmos de segunda a segunda só sobre moda vamos abrir e ampliar nossos horizontes.  E que tal você sugerir a próxima pauta? Esse também é o propósito do blog : inserir todo mundo.

Por isso a partir de julho começamos uma nova fase!

Algumas coisas importantes:

Todos os domingos continuamos com as colunas da Voo Livre.

Você sugerir a pauta que ver aqui no contato@poaamarelo.com.br

Você pode se inscrever nas nossas mídias para ficar sabendo de todas nossas novidades:

Facebook: https://www.facebook.com/poaamarelo/

Instagram: https://www.instagram.com/poaamarelo/

Você pode ser notificado toda vez que um post for ao ar – é só se inscrever aqui no blog na lateral.

E por fim, preciso pedir um favor! Comentem aqui ou nas redes, para que eu tenha um feed back de você. Sua opinião é muito importante para mim!!!!!

 

No final de abril inspirada pela Semana Fashion Revolution, eu decidi ficar 30 dias usando 30 peças escolhidas no guarda-roupa. Essas peças deveriam ser combinadas e recombinadas até os 30 dias acabarem. Hoje, eu completo o trigésimo dia e eis o que me aconteceu:

Fiz as pazes com algumas peças

No começo do desafio eu selecionei algumas peças que eu tinha um certo bode mas, o que eu não contei é que algumas outras selecionadas eram também peças que eu tinha uma certa implicância. É o caso da camiseta preta, a sexta da foto a cima, que eu amava o desenho mas eu não usava muito ela. Nesses 30 dias ela virou meio uniforme, e eu usei até não poder mais.

Peguei Bode de outras

Outras peças eu usei tanto que no final do mês não consegui nem ver! Aliás, acho que vou ficar um mês para desbodear!

Percebi que tinha muita roupa parada

Minhas escolhas para os 30 dias me mostraram que eu estava com um guarda roupa lotado e com muita coisa parada. Por isso, no final de semana fiz uma limpa no armário e reduzi minhas roupas.

Sofri com um sapato

Quando eu escolhi os calçados eu vi um lindo mocassim caramelo e pensei que ele era tão lindinho, porque não usa-lo? Pois é, foi só usar um dia inteiro para recordar: ele me machucava demais!

Valorizei meus acessórios

Eu sou o tipo de pessoa que usa um acessório até não boder mais, aí aposento eles por um tempo. Nesses 30 dias, eles se tornaram aliados nos dias em que eu queria variar o look.

E aprendi que:

Dá para viver muito bem com menos. Senti falta de alguns queridinhos do armário, que eu propositalmente deixei fora do desafio, mas, valorizei minhas peças e redescobri algumas roupas que eu já tinha.

Obs: sim, comprei uma blusa nova e dei uma sofridinha por que não podia usar.

E você ficaria 30 dias com as mesmas peças?

Hoje, no nosso especial de estilo vamos falar daquelas peças que todo mundo deveria ter no armário. A ideia é o uso de peças adaptáveis em qualquer estilo, fáceis de encontrar e atemporais.

Camiseta branca sem estampa.

Calça preta:

Ela vai ser seu coringa e por isso achar o modelo que te favorece e que você não vai enjoar é a melhor escolha.

Jeans:

Fale  o que quiser mas, um bons jeans pode ser seu melhor amigo.

Tênis branco:

Cada vez mais presente no nosso guarda roupa, o tênis branco tem a vibe do sportwear no dia a dia. Combina com tudo, inclusive com uma saia lápis.

Sapatilha:

Vai chegar o dia em que você quer descer do salto e para isso as sapatilhas são excelentes alternativas, elas podem dar um toque casual ou sofisticado a sua combinação.

Óculos Escuros:

A grande dica aqui é achar um modelo que fique bem para você e torne-se sua assinatura. Procure uma armação a temporal como os modelos clássicos e com lentes clássicas também. Uma hora a moda passa e você fica com um óculos atemporal, ao invés de sofrer com um modelo que cai em desuso.

Blazer preto.

 

Gostou? Comente aqui!