Especial · Sem categoria

Carnaval e Moda: mestre-sala e porta-bandeira

O papel de mestre-sala e porta bandeira surge na história do nascimento das Escolas de samba no século XX, quando os dois haviam nomes de porta estandarte e baliza. O baliza tinha o dever de proteger a porta estandarte para que ninguém roubasse a bandeira da escola, o que acontecia frequentemente no encontro de escolas rivais. Com a evolução dos desfiles e do carnaval o papel do casal evoluiu e tornou-se um dos mais importantes : o de representar e apresentar o Pavilhão da Escola como um todo, tendo como peso 40 pontos o que significa 10% da nota total do desfile, um grande peso para o resultado.  A dança executada pelo mestre sala nada mais é do que uma encenação de uma conquista, ele corteja a porta bandeira durante todo o desfile, já a porta bandeira se insinua e recua o tempo todo travando na avenida o jogo da conquista.
A dança é julgada segundo os critérios: passos e características próprias, harmonia, movimentos coordenados e adequação da roupas do casa.